Postagens

Mostrando postagens de 2017
Quem nunca tocou a campainha e saiu correndo?

Quem nunca saiu correndo após um gesto transloucado de paixão, de se sentir vivo! De se sentir criança avisando; “Opa, eu tô aqui e quero me divertir”. Tem coisa mais gostosa do que se divertir? A vida adulta é cheia de afazeres, compromissos e regras indispensáveis, necessárias. Mas como é bom de vez em quando controlar somente o controle do vídeo game... Como é bom dar risada de si mesmo sem nenhuma preocupação. Andar sem sapatos apertados, sem salto alto e terninhos. Como é bom deixar pra lá todos os padrões, julgamentos sociais, sair por aí por um minuto de paz. De reencontro com a gente. Daí se descobre tanta coisa ao nosso respeito... Molecagem, traquinagem que a gente nunca deveria ter esquecido. No fundo, no fundo tá tudo ali meio que adormecido. A bola que atiramos na casa do vizinho, a salada mista que brincamos com os amiguinhos, os piques bandeira e os queimados. Ai quanta saudade! Quanta saudade em carregar apenas meus pensam…
Maternar, o verbo que nos desnuda a alma:

No ano de 1999  fiquei grávida .  Caminhava para os meu 28 anos , o impeto em ser mãe aumentava . Carreira estabilizada e uma família a construir. A medida que a gravidez evoluía, o medo também evoluía.  Sentir um outro ser crescendo dentro da gente é uma sensação indescritível. O cansaço, a conciliação com o profissional, tudo junto.  Fui uma gravida clássica, direito a hiperemese e internações por causa dela. Sim,eu vivi todos os momentos de uma gestante: Medos, desejos ,alegrias e  tristezas ... Pela primeira vez. No ano de 2006  fiquei grávida novamente , caminhava para meus 33 anos,  morava longe da minha família  . Mas muita coisa ficou igual da outra vez: Medos, desejos, alegrias e tristezas ... Porém pela segunda vez.

Toda a narrativa acima  é apenas para descrever  o quanto me descobri  ao ser  tocada à  abrigar outro ser em minha vida. Ansiedades e dons . Eu vivi o deserto e o oásis. Eu  deixei de ser menina e virei mulher. Eu virei …
Até que a morte os separe: Afinal, o que querem os homens e as mulheres?

Partindo pela primícia que estamos em busca do que nos reflete , da nossa "cara metade" ou até mesmo, para alguns , de uma peça que se encaixe só para termos a sensação de que chegamos no final da corrida e que conseguimos levar alguém pra casa , e assim viver o tão sonhado "Happy end" . Como estamos vivendo o depois ? Sim, o depois do final , pois a vida segue. As contas chegam , as mulheres engravidam, os maridos querem jogar futebol e a sogra vai visitar a família!

Escritores e poetas têm o amor como grande fonte de inspiração , vivem o amor com todas as suas dores, suas escaladas e declínios. Adélia Prado, sobre o amor nos diz:
"Ninguém faz cara feia quando se sacrifica por amor. Não se trata de anulação, subserviência de quem ama, trata-se da morte do ego, tarefa a ser feita até o último suspiro.”

E o que é o ego neste embrulho todo a dois? O que queremos separados , temos condições …
Toda mulher carrega as memorias da sua mãe, avós e tias dentro de si. O recordar de todas nós, Um universo de sentir:

Há pouco tempo conversando com um amigo me dei conta das raízes feminina da minha família . Crescemos ouvindo histórias. Crescemos admirando, observando e até, em alguns momentos, nos revoltando: -"Olha o exemplo de fulana", "Viu o quê Beltrana fez coma mãe dela?!" , "Ah, Cicrana passou naquele concurso, esta menina vai longe..." "Você "tem que ser" igual a mariazinha!" E assim vamos percebendo o mundo ao nosso redor , nos condicionando ao certo e o errado , ao ideal. A não mostrar muito as pernas, a correr atrás de uma profissão. A cuidar apenas dos afazeres domésticos. A ter filhos. A não ter filhos.... Tudo isso já chega de sola na gente. Mas o que é nosso de fato? O que nos fizeram arrastar de corrente até aqui? Algumas indagações vão aparecendo no caminho. Ora a resposta chega suavemente, ora como um raio. Cada um…
Bonita e gostosa: Sobre viver os 40 e tal ...

Há quatro anos cheguei nesta fase . E surpreendentemente alguns me perguntam (principalmente os mais jovens) : -" Mas tia, a senhora tem quarenta e quatro anos? Sim, findei a fase balzaquiana com louvor e entrei com todos os uivos na da loba. Segundo a psicologa e autora Regina Beatriz Silva Simões do livro A Mulher de 40 : " A mulher nessa idade é como uma loba, está pronta, atenta, já sabe o que não lhe faz bem " Uau! As meninas que me perdoem, mas coube como uma luva. Todos os autores unanimes a descreverem : "Toda mulher que assume uma postura ativa, buscando a auto-afirmação . Na fase dos 40,50 até 60 ". Minhas colegas de idade que o digam, literalmente entramos em uma fase de bem com a gente mesmo. Em uma fase que a liberdade não tem preço. O peso já não te preocupa mais. O brilho do sorriso é que irá esconder as rugas. Aliás, quem tem coragem de apreciar rugas quando a pele exala a alegria, chegando em prime…
Mães também transam:


Atenção este texto é para maiores , maiores na idade e tb na mentalidade. Proibido pra gente chata , careta que não sabe desfrutar o lado bom. Proibido também a patrulha de filhos .
Sinto lhe informar, mães também transam. Mães também gostam de se sentirem bonitas, gostosas e sedutoras.
Mães também vivem!
Mães , mulheres gostam de fazer amor, transar ou trepar. Dependendo do sentimento. Gostam de se sentirem rainhas, de receber bilhetinhos carinhosos e também de fortes pegadas que as levem a loucura, que as façam lembrar como é bom se dar.
Mães também podem ser eróticas, atrevidas . Tímidas , alegres ou extrovertidas. Podem ser adoradas, ficar no altar. Mas, nunca podem ser esquecidas por lá. Devem ser respeitadas , amadas pelo que são e não pelo o quê oferecem . Devem ser livres para ir e vir sem ser idealizadas. Terem a sua própria vida sem serem confundidas ou camufladas. Devem gostar de beber água com gás , natural ou gelada. Sentir preguiça , dormir até tarde…
Por quê será que o meu filho é tão levado?


Toca o telefone , eu morando já em Brasília . Numero desconhecido: -Dona Gisele, é o Pedro. O porteiro aqui do seu condomínio, só pra avisar que a Marina tá subindo nos capôs dos carros do estacionamento com a coleguinha, bincando de "três espiãs demais". A Antonia pediu pra ligar pra senhora, enquanto ela ta tentando fazer a menina descer de lá... Eu do outro lado só consegui perguntar : - Porra, espiã. No capô?! Corri em disparada pra casa . Encontrei uma babá a beira de um ataque de nervos e um porteiro buena gente tentando apaziguar . Assim passei grande parte da minha vida: Fortes emoções, amores incondicionais muito, muito intensos sem tempo para calmaria. Da correria da faixa de pedestre querendo parar os carros com as mãos, sem dar nenhum tempo para atravessar aos questionamentos com os professores: "- Mas , mãe deste jeito eu não aceito!" Até que um dia escutei de um deles : "- Mas a senhora deveria consider…
Por que mulheres ainda fingem orgasmo ?

O ministério da saúde adverte:" Relaxa e goza! " Certa vez num almoço em família com direito a frutas dá época e um lindo abacaxi decorado com cerejas vermelhas na ponta , no centro da mesa virei de repente e disse: - Como ele é erótico! Todos perguntaram? -Quem? Respondi: - O abacaxi. E o mundo veio a baixo, foi o maior reboliço. Chamei toda atenção pra ele. Altivo, rei coroado e com uma tremenda pinta de galã. Maduro e feliz . Descasca-lo poderia até dar trabalho , mas depois seria puro prazer. Naquele dia passamos a tarde inteira dando boas risadas , discutimos sobre figuras de erotismo no cotidiano . Estávamos alegres e felizes. Pura descontração e prazer. Há tantas cenas no dia a dia que vale a pena viver , porem a tensão da rotina acaba com meia duzia delas. Mas o que as mulheres têm a ver com isso? TUDO .Mulheres são os seres mais gentis da face da terra, e os mais emocionais também. Os mais comprometidos. Somos capazes de sepa…
"Homens são de marte, mulheres são de vênus" . Será?


Vira e mexe escutamos esta expressão. Marte como planeta masculino e vénus feminino. Marte a força. Vênus o prazer. Marte a guerra , vénus o amor. Mas será que é isso mesmo? Homens e mulheres divididos em uma grande torcida organizada em pratos diferentes da mesma balança?
Porém há mulheres que levantam bandeiras e partem pra guerra. Eximias trabalhadoras sejam elas secretarias , professoras, executivas ou mães. Partem para o ofício como num campo de batalha. Matando um leão por dia , arregaçando as mangas. Já vi até mulher virando laje e arquitetando palavras. Mulheres que encaram a luta diária de frente. Assim como também já vi muito homem cozinhar, aliás tenho uma amigo que prepara panquecas como ninguém... Há homens que limpam a casa e organizam as tarefas com todo o prazer. Homens que aconchegam!
Homens e mulheres que não se prendem a nenhum estereotipo . Homens que mesmo preparando um jantar delicioso sabe muito bem…
Um grande amor tem nome de mar, o verdadeiro de chão:

Quem nunca teve um amor infantil. Um amor juvenil que foi sendo arrastado até a maturidade como uma rede de pescador. Um amor por alguém engavetado que não vingou , mas que vingou somente nos olhares que se cruzaram. É certo falar que alguns nem sempre irão ficar com o grande amor da sua vida. Acredito que o tempo eternize determinados amores para que nunca acabem .Ficando na lembrança, nos gestos, na amizade cravada em um canto da memoria relembrando que um dia alguém foi o par perfeito. Foi travessia . Embarcação.
Grandes amores nunca vão ser vividos porque foram criados para ficarem submersos nas lajes do inconsciente. E ao saltar de dentro da gente se apavoram , deslizam como peixe. Tentar agarrar um grande amor é se embebedar com o vinho de algum Deus que vive por lá. É se machucar com as escamas das sereias. É braço que não nos cabe. Que não temos. Um grande amor é matéria do divino , coisa que mortal não consegue segurar . …
Papo calcinha x Papo cueca :


Recentemente fui pega numa treta dessas que você tem vontade de sair correndo, e se pergunta como chegou até ali, me deixando de cabelo em pé, tipo eu acordando de manhã , questionando :  "Meu ! Como tem gente de pensamento curto espalhado por estes Brasis "
Tão pior quanto a expressão de que mulher nova , bonita e carinhosa faz o homem gemer sem sentir dor. É a que nos classifica como gostosa, gostosona, "gostosaça" gostosinha. Delícia ... Para ser boazuda , há quem diga que precisa de pernão , bundão, coxão , bocão . Tudo ão .Ah ! os peitos, os peitos podem até vestirem um sutiã 46 , siliconado, mas a cinturinha tem que ser de pilão. Isso mesmo : "TEM QUE SER", senão você não será uma gostosona legítima. E embolando-se nesta máxima até parece que mulher foi feita pra comer , Fast food. Eles não sabem de nada.Não sabem que para deixar esta cinturinha demora pra cacete! Não mulher não é serviço gourmet . Usando toda a minha p…
O dia que rasguei a minha fantasia de mulher maravilha e me descobri cheia de defeitos maravilhosos.

05:40 da manhã de um domingo acordo sobressaltada pensando ter perdido a hora do trabalho. Tropeço em alguns brinquedos espalhados pelo chão do quarto, acendo a luz do banheiro pego o relógio e percebo que o dia de hoje é um domingo. Domingo dia de preguiça, de deitar e rolar , dormir. Acordar e dormir... Que diabos me fez despertar ?! Eu a diferentona que ama a perfeição que corrói os ossos . Deve ser o vicio do trabalho, do horário. O medo de não chegar depois. E se chegar depois ? Esta é a pergunta e a resposta. Às vezes chegar depois é a medida certa do sossego daquele que sabe que não precisa impressionar ninguém. Ser ele, e para ele já é o bastante. Tem dias que precisamos chegar depois, como em um dia de domingo. Relaxar. Sentir , se amar. Se dar e se entregar.
Quantos pensamentos chegam a mente de alguém que foi treinado para reagir, estar em prontidão e nunca deixar a arma ca…
"Ou mata ou morre" . Foi com esta sensação de penúria que Tereza virou a última página do livro. Sensação do inacabado , do que poderia vir mas não veio pelo excesso de solidão. Descobriu por um instante que a morte lhe pesava, doía a coluna. Rangia os dentes. A realidade negra passara rente ao seu umbigo. Sentiu medo, um arrepio . Queria ser anestesiada e voltar àquele mundo psicodélico da imaginação onde não se falava em medos bobos e nem em falsas "coragens" absolutas. A realidade vez ou outra é uma droga em doses cavalares que de tão sádica e irônica ri na nossa cara. Tereza que sempre fugira de estereótipos e padrões hoje se viu classificada naquela mulher apedrejada, marginalizada só por se permitir a ser quem era. Tereza sentiu na pele a agonia de se ter que matar um amor para sobreviver. Fechou o livro, secou uma lágrima e então virou uma fera. (Entre a selva e o coração ) Gisele Resende
OS MELHORES PICOS DE ONDA BATEM DENTRO DA GENTE:


Por: Gisele Resende -Brigite, Brigite ! Vem pra cá, sai desta cozinha. O documentário vai começar. 
Assim Carlos chamava a esposa que adorava cozinhar pra ele e que não sossegava enquanto não colocava tudo em ordem. Gostava que a mulher opinasse sobre seu trabalho, cada filme rodado. Dizia que Brigite era sua melhor critica. Sua companheira, o seu lado doce.
Formada em pedagogia sempre trabalhou com a delicadeza de ensinar e sobretudo de aprender, porém há algum tempo não lecionava mais fora de casa, lecionava só para os filhos e o marido . Aquela mulher era a grande professora de todos naquela casa e com maestria conduzia o lar . Era uma verdadeira rainha. Brigite amava criança decidiram ter três filhos. Luan, Mariah e Pedro o caçulinha da turma que tomava seu amor por inteiro, pequenino demais cheio de atenção. E assim a licença maternidade a deixou por ali. E segundo ela foi a melhor coisa que fizera naquele momento.Carlos concordou …
Quando a solidão passa a ser a sua melhor companhia, nada mais te assusta...


Para alguns solidão da medo ou é sinônimo de algo que não deu certo. Punição , castigo. Rejeição. No inicio, lá nos primórdios da minha existência também pensei assim. Já senti pavor quando apagavam as luzes do quarto e ficava sozinha no breu . Ora saía correndo para o quarto dos meus pais, me enfiava entre as coberta dos dois e por lá ficava. . Não dormia com a porta do armário aberta e, nem com os pés para fora da cama. Ora enfrentava a batalha de peito aberto sozinha no meu quarto. Acreditava que a escuridão era o cenário perfeito para que marujos e dragões de pés gigantes aparecessem , assim eu imaginava....
Com o tempo toda esta gente que me assustava foi se recolhendo às lojas da minha psiquê, talvez estivessem com mais medo de mim do que eu deles. Chega um momento que vivemos mais acordados que sonhando , mais em alerta do que dormindo. A vida adulta te pede isso: Viver em alerta! E isto só nos faz su…
A gente não decide de quem gosta, mas decide se toma café amargo, melado ou veneno:


"João amava Teresa que amava Raimundo, que amava Maria que amava Joaquim que amava Lili que não amava ninguém... "(Quadrilha)
No texto acima Carlos Drumond define que ao nos relacionar com o outro, pode -se não ocorrer sincronicidade de sentimentos , provocando uma dança das cadeiras . Nos demonstra que assim gira a vida, quando se trata de sentir. Aonde cada um tem o seu tempo. Entender o nosso tempo , as nossas crenças e nossas estruturas psicológica é fundamental para nos manter firme nesta ciranda .
Na tragédia shakesperiana , Romeu e Julieta , o mito do amor juvenil nos aponta o amor levado as últimas consequências . Aqui há sincronicidade , mas também um rasgar de alma, de anulação e desistência. Ora bolas, venhamos e convenhamos! Tirar a própria vida de qualquer forma não é matar o amor? Mas enfim, por quê o amor provoca grandes dores para alguns? A unica palavra que me vem a mente qu…